Apenas bom não é o bastante

A administração Jair Bolsonaro já acumula importantes pontos positivos. É bastante perceptível o otimismo da população, otimismo que se reflete no mercado financeiro, com a bolsa batendo recordes diariamente. Um claro sinal de confiança no país que começa a ser restabelecida. Estão em pleno andamento medidas importantíssimas para o reequilíbrio das contas, tão necessárias para que o país volte a crescer, como a redução do tamanho do Estado, com a extinção ou fusão de ministérios, enxugamento da máquina administrativa, desaparelhamento de órgãos e agências. Em breve importantes reformas estarão sendo encaminhadas ao Congresso Nacional.

Mas algo vem incomodando e acredito que muitos já se deram conta. Creio que passou da hora de fazer algumas mudanças nos ministérios. Chegou o momento de colocar as pessoas erradas para fora do barco. Como escrevi anteriormente, pessoas erradas no barco causam atraso e sofrimento, sugam a energia e desestimulam a equipe. Algumas andam até mesmo causando constrangimentos. Já é hora de dispensar a Sra. Damares, que parece não ter compromissos sérios com a modernidade e a sensatez. Demita logo. Merecem também atenção, quiçá o mesmo destino, o ministro da Casa Civil e o ministro das Relações Exteriores.

Ser apenas bom não é o bastante. Queremos um governo excelente. Repito, o Brasil feito para vencer, para dar certo, precisa ser composto pelos melhores profissionais, por pessoas excelentes.

E uma última observação. Flávio, Eduardo e Carlos: afastem-se e parem de atrapalhar. Eleito para a presidência do Brasil foi Jair Messias Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *